RETRATO FALADO- Auto conhecimento I

(Muito bom para trabalhar o lado emocional dos seus evangelizando)


IDADE: 12 anos em diante
OBJETIVOS: Aprofundar a percepção de si mesmo; perceber as motivações que interferem nos pensamentos, sentimentos e ações.
Material: papel sulfite, lápis preto e de cor, borracha.

1.  Colocar música suave e pedir pras crianças sentarem-se em círculo

2.  Solicitar que desenhem na folha de papel uma figura humana de frente, da cabeça aos pés. Explicar que não se trata de obra de arte, mas sim um esboço de uma figura humana e nada mais. Depois, pedir pra que olhem para a figura, entrar em contato com ela, dar-lhe uma identidade, uma vida e um nome.

3.  Pedir a todos que, juntos cada  um no seu desenho, respondam por escrito às solicitações que lhe serão feitas:  
Saindo da cabeça do personagem, fazer  um balão com três idéias que ninguém irá modificar;
Saindo da boca, fazer um balão com uma frase que foi dita e da qual se arrependeu e outra frase que precisa ser dita e ainda não o foi;
Do coração  sair uma seta, indicando três amores. Chamar a atenção do grupo para o fato de que esses amores  não precisa necessariamente ser alguém, podendo tratar-se de uma idéia, uma atividade, etc.;
Na mão direita do personagem, escrever um sentimento que este  tem disponível para oferecer;
Na mão esquerda, escrever algo que ele tem necessidade de receber;
No pé esquerdo, um sonho ou algo que deseje alcançar;
No pé direito escrever os passos que precisa dar em relação a essa meta ou a esse sonho.
  Quando terminarem o que foi solicitado, perguntar quais as semelhanças entre o personagem, e quem o construiu. E cada qual apresentará o personagem a todos os companheiros da sala.  

Comentário: Ao fazer o retrato falado e lhe dar vida, cada criança irá refletindo sobre si mesma. É uma atividade rica, prazerosa, leve e descontraída. Muitas crianças falarão mais profundamente de si mesmo fato que o evangelizador deve estar atento, no sentido de auxiliá-las nesse momento. 
Esse mesmo esquema pode ser usado para falar das emoções, decisões, sentimentos, relacionamentos, etc.
Nos balões, saindo da cabeça, olhos, boca, ouvido, coração, braços e mãos, pernas e pés, podem conter o que o Evangelizador  deseja propor.
 
Ex: da cabeça: pensamentos felizes – gerando bem estar; boca: palavras que ajudam que ensinam que auxiliam; as mãos: fazer o bem, ajudar o outro, etc.


Fonte: Projeto Memorial Pirajá/ “Aprendendo a Ser e Conviver” / Adaptado para a Evangelização  

1 comentários:

Anônimo disse...

Legal esta sugestão de aula !! Monica

Postar um comentário