Curas de Jesus I e II



            Prece inicial
            Primeiro momento: trazer para a aula um pente e pequenos pedaços de papel. Colocar as crianças em círculo e pedir a ajuda de um voluntário. Pentear o cabelo do voluntário e logo em seguida passar o pente pertinho dos pedacinhos de papel, mas sem encostar. A energia que está no pente faz os papéis grudarem no pente. A experiência pode ser repetida com outro voluntário, para reforçar a idéia de que todos nós emanamos energias.
            Segundo momento: explicar que todos os espíritos encarnados e desencarnados possuem energias que se originam nos pensamentos, sentimentos e atitudes; que essas energias podem ser positivas ou negativas e pedir que os evangelizandos citem exemplos de pensamentos e atitudes e suas conseqüências.
Terceiro momento: contar uma história de uma cura realizada por Jesus. Exemplo: cura dos leprosos.
Quarto momento: explicar que Jesus conhece a energia que vem das pessoas; ele só emite bons fluidos e ajudava muitas pessoas com isso: curava doentes. As pessoas achavam que Jesus fazia milagres. Milagres são acontecimentos que vão contra a Lei de Deus e que não conseguimos explicar. Jesus não fez milagres. Ele curava as pessoas usando energia, usando muito amor.
            Quinto momento: distribuir um texto para colar no caderno. Sugerir, como tarefa de casa que eles recortem de revistas e jornais três palavras que significam as energias que eles emitiram durante a semana.

            Prece de encerramento
            Sugestão de texto:
As curas de Jesus
            O mundo em que vivemos é formado de energia.
            Os fluidos são formas de energia. Eles têm origem nos pensamentos e sentimentos dos espíritos, encarnados e desencarnados.
            Os fluidos podem ser positivos, como pensamentos de amor, otimismo, bondade, caridade, perdão, fé; ou negativos, como ódio, orgulho, egoísmo.
            Jesus é um espírito muito evoluído.
            Ele usou bons fluidos para curar muitas pessoas, restabelecendo o equilíbrio dos fluidos; essas pessoas tinham fé e merecimento; elas estavam realmente dispostas a melhorar e ter atitudes, sentimentos e pensamentos de amor.

  
Curas de Jesus II
             Prece Inicial
            Primeiro momento: a) Técnica da caneta - iniciar a aula colocando confetes espalhados pela mesa. Pedir que as crianças passem diversas vezes a ponta da caneta de plástico no cabelo e aproximem dos confetes. Todos observaram que os confetes vão se grudar na caneta (a caneta deve ser de plástico, para conduzir energia).
            b) Técnica do boneco - levar um boneco feito de papel, com um furo no meio; linha; lã.
            Passar a linha pelo furo, prender em duas extremidades, de maneira que o fio fique bem esticado. Esfregar a caneta de plástico várias vezes no cabelo ou em um pedaço de lã e aproximá-la do boneco, fazendo com que ele se mexa (com a ação da energia). Veja o modelo de boneco:

            Segundo momento: perguntar se eles sabem o que fez os confetes grudarem na caneta e o boneco se mexer. Explicar que todos possuímos energias que se originam nos pensamentos, sentimentos e atitudes; essas energias podem ser positivas ou negativas. Pedir que os evangelizandos citem exemplos de pensamentos e atitudes e suas conseqüências.
            EXEMPLOS: ser amigo, perdoar, prece - salientar a grande força de energia das preces feitas com o coração. Nesse momento o evangelizador poderá pedir que as crianças peguem nas mãos umas das outras ou se abracem, explicando que o carinho é uma forma de energia.
            Terceiro momento: citar diversas curas de Jesus, explicando que Jesus se utilizava de energia para curar.
            Exemplos: (se possível usar gravuras)
ü  Mulher encurvada
ü  O paralítico da piscina de Betsaida
ü  Mulher hemorroíssa
ü  A cura do leproso
ü  O cego de Jericó
ü  A filha de Jairo.
            Quarto momento: explicar que Jesus conhece a energia que vem das pessoas; ele só emite bons fluidos e com eles ajudava muitas pessoas e curava doentes. As pessoas achavam que Jesus fazia milagres. Milagres são acontecimentos que vão contra a Lei de Deus e que não conseguimos explicar. Jesus não fez milagres. Ele curava as pessoas usando energia e muito amor. As pessoas para serem curadas tinham que ter fé e merecimento. Por isso Jesus dizia: "Se tiveres fé" ou "A tua fé te salvou". Jesus curava pelo olhar, através de palavras, à distância, impondo as mãos.
            Quinto momento: atividades:
            1 - Distribuir a seguinte frase para os evangelizandos colarem no caderno:
            POSSO TRANSMITIR MUITAS ENERGIAS BOAS.
            2 - Distribuir em pequenos papéis coloridos " energias positivas", para colarem no caderno:
            PAZ, RESPEITO, ORAÇÃO, AMIZADE, OTIMISMO, PERDÃO, CARIDADE, BONDADE, CARINHO, AMOR, FÉ, ALEGRIA.
            3 - Pedir que cada um se desenhe, logo abaixo das energias positivas, coladas no caderno.
             Prece de encerramento
Responsabilidade: Grupo Espírita Seara do Mestre

3 comentários:

Anônimo disse...

Boa... excelentes dicas. Estava precisando, pois sou evangelizadora e a próxima evangelização será sobre os Milagres de Jesus. MUITO OBRIGADA.

Anônimo disse...

Boa... excelentes dicas. Estava precisando, pois sou evangelizadora e a próxima evangelização será sobre os Milagres de Jesus. MUITO OBRIGADA.

Paola Oliveira disse...

Muito boa a aula, porém estava atrás de perguntas sobre o gênero.

Postar um comentário