DINAMICA - QUEM É O NOSSO PROXIMO?


Explicar que praticamos a Lei de Justiça, Amor e Caridade quando fazemos ao nosso próximo o que gostamos que façam conosco. Mas “Quem é o meu próximo?”

Formar uma roda com todos de mãos dadas, escolher uma criança que será vendada. 
Colocar uma música animada.  
Formar um túnel dando as mãos para o evangelizando vendado, a roda deve passar por dentro do túnel formado, em um determinado momento abaixar o braço prendendo alguém. A criança vendada deverá perguntar “Quem é você?” e a que foi pega deverá responder “Sou o seu próximo.”, quem está de olhos vendados tentará adivinhar, pela voz quem é o capturado, dizendo-lhe o nome, se não conseguir poderá tocar nas mãos, no cabelo e nas orelhas e por fim podemos dar alguma dica. 
Repetir, trocando a posição da criança vendada com a que foi pega, até que todos tenham sido vendados ou que percam o interesse pela brincadeira.

ATITUDES DE AMOR AO PROXIMO
Mostrar a foto de Jesus e perguntar se eles se lembram quais os seus ensinamentos? 
Reforçando que Jesus foi enviado por Deus para nos ensinar e vivenciar o perdão, a paz, a caridade, o amor, a amizade, o respeito, a honestidade... 
Jesus resumiu sua doutrina nos mandamentos: "amai-vos uns aos outros como eu vos amei e façais aos outros o que quereis que os outros vos façam".

Passar o vídeo:  http://www.youtube.com/watch?v=KZG8mPM74x0
Depois conversar sobre as atitudes vistas no vídeo e identificar as atitudes que Jesus não aprova e quais ele aprova.

Levar duas árvores feitas em cartolina, uma feliz e outra triste.


 Entregar para eles  figuras de atitudes boas  e atitudes ruins. Pedir para que eles pintem e colem nas folhas da árvore feliz as atitudes boas e o mesmo será feito com a árvore triste e as figuras de atitudes ruins.




ATITUDES DE AMOR AO PRÓXIMO

Confeccionar plaquinhas com indicador pra cima e pra baixo.




E pedir que eles levantem conforme a situação apresentada. Mostrar imagens impressas, mas podemos narrar também algumas situações.
Sugestão de atitudes: Conversar com os pais; 
Ouvir os conselhos de pais, professores, pessoas mais velhas; 
Prestar atenção na aula; 
              Gritar e discutir com os pais e seus semelhantes;
              Respeitar aos professores; 
              Pegar coisas escondido; 
              Fazer fofoca; Debochar das pessoas; 
              Ter paciência com as pessoas; 
              Despedaçar plantinhas; 
              Pedir desculpas quando errar; 
              Falar palavrão; 
              Falar palavras de carinho a uma pessoa triste; 
              Chutar, gritar e responder quando estiver com raiva;
              Usar sempre as palavras mágicas: bom dia, boa tarde, obrigada, com licença, desculpa;
              Desculpar quando for ofendido; agredir quem te ofendeu;
              Respeitar, ser paciente com os idosos; 
              Ouvir as pessoas com atenção olhando-as nos olhos; 
              Bater no bichinho de estimação; 
              Não julgar as pessoas antes de ouvi-las Perdoar sempre;
              Ficar irritado e gritar com as pessoas; 
              Falar baixo e responder com carinho as pessoas; 
              Compreender as atitudes do papai e da mãe, pois eles fazem todo o bem possível para seus filhos; 
             Jogar lixo no chão;
             Arrumar o quarto, não deixar objetos espalhados, ajudar a mamãe;
            Não se preocupar em fazer tarefas na casa, pois é responsabilidade apenas da mãe e dos irmãos mais velhos.


by: Alice Lirio

Gentilezas


Relacionamento Familiar

OBJETIVO: Levar o aluno a reflexão sobre a importância do relacionamento equilibrado e harmônico no lar.

TÉCNICA: Leitura do texto e reflexão com os alunos.
Bondade no campo doméstico é a caridade começando em casa.
 Nunca fale aos gritos, abusando da intimidade com os entes queridos.
Utilize os pertences caseiros sem barulho, poupando o lar do desequilíbrio e da perturbação.
Colabore na solução do problema que surja sem alterar-se na queixa.
A sós ou em grupo tome sua refeição sem alarme.
É sempre possível achar a porta de entendimento mútuo, quando nos dispomos a ceder de nós mesmos, em pequeninas demonstrações de renúncia a pontos de vista.
Quantas vezes um problema aparentemente insolúvel pede tão somente uma palavra calmante para se resolvido?
Procure algum detalhe caseiro para louvar o trabalho e o carinho daqueles que lhe compartilham a existência.
Não se aproveite da conversação para entretecer apontamentos de crítica ou censura,
seja a quem seja.
Sinal Verde – Francisco C. Xavier


Bondade- A BONDOSA VAQUINHA





A felicidade das borboletas

Vou colocar a historia aqui e quem quiser puxar por power point é só clicar: http://www.4shared.com/office/Q0qG5L3vce/Afelicidadedaborboleta__1_.html
















Nem sempre mais é melhor- video

Pai nosso ilustrado

Levar o Pai nosso em letras grandes e separadas, para que eles colocassem em sequencia.

Amor à Verdade


O CÃO BÓRIS
Joãozinho mora com sua mãe e seus irmãos num bairro distante da cidade. Sua mãe, todos os dias, bem cedinho, sai para o serviço, recomendando-lhe cuidado com a casa, com dois irmãos menores, Maria e Francisco e com o cachorro da casa, o Boris, dando-lhe água e comida.
João e seus irmãos adoram Boris, adora brincar com ele, levá-lo para passear, dar carinho a ele. A brincadeira que eles mais gostam é de jogar a bolinha. João e seus irmãos ficam horas brincando com Boris de jogar a bolinha.
Dona Alice, mãe de João, é doméstica e, trabalha em uma casa de pessoas bondosas que quase diariamente a presenteiam com um punhado de docinhos e salgadinhos, que ela satisfeita leva para casa. Acontece que o alimento, que deveria completar a refeição da família, vem sumindo misteriosamente.
Certo dia, Dona Alice leva um bolo delicioso que a sua patroa a presenteou, e mais pãezinhos e leite. Deixa o bolo na cozinha, e avisa ao João e aos seus irmãos:
___Queridos vamos comer esse bolo amanhã de manhã. Hoje vamos comer os pãezinhos e tomar o leite e vamos dormir.
E todos comem os pãezinhos e vão dormir. João vai dormir, e Boris vai deitar em sua caminha improvisada na cozinha, uma caixa de papelão com um paninho por cima. Boris adora essa caminha. Ele se sente quentinho e só dorme ali.
Só que João não consegue dormir. Fica pensando no bolo, fresquinho, macio, e ainda por cima de chocolate... humm, Joãozinho adora bolo de chocolate. Então, João pensa “não vai fazer diferença nenhuma eu pegar um pedacinho né?” Então, Joãozinho salta da cama e vai em direção da cozinha. Corta um pedaço do bolo e come.... hummm tão gostoso. Ele pensa “não vai fazer diferença eu comer outro pedaço né?” E João come outro pedaço e outro até que somente sobrasse as migalhas do bolo. Pela manhã, a mãe de Joãozinho vai acordá-lo para escola, e percebe que a cama dele está cheia de migalhas de bolo. Ela pensa “Joãozinho não agüentou e comeu um pedaço do bolo de noite. Tudo bem comemos o restante agora”. Acorda o menino e manda-o tomar banho. O menino vai para o banheiro e a mãe vai para cozinha. Só que quando Dona Alice chega a cozinha encontra somente as migalhas do bolo. Dona Alice espera João chegar na cozinha já com seu uniforme da escola e, preocupada, pergunta ao filho:
___ João, o que anda acontecendo com a comida que tenho trazido? Cadê o bolo que trouxe ontem?
___ O Bolo? É o bolo...humm foi o Boris mamãe, o Boris que anda comendo tudo!!! Foi ele quem comeu o bolo!! Respondeu o menino apressado. Escondendo que ele mesmo é que havia comido todo o bolo.
A mãe, muito triste vai trabalhar e à noite quando chega em casa chama João e diz:
___ João, meu filho, vamos conversar. Temos que arrumar outros donos para o Boris, pois ele está comendo todos os alimentos, que deveriam complementar nossas refeições.


*****
Perguntar aos evangelizandos:
1.    Qual a profissão da mãe?
2.    Como ela conseguia os alimentos para levar para casa?
3.    É certo o que Joãozinho fez ao dar a culpa no cachorrinho Boris por ter comido o bolo?
4.    Vocês acham que Joãozinho deve deixar que mãe dê o cachorro Boris para encobrir a sua mentira?
5.    O que vocês fariam se tivessem comido o bolo?

Fazer as crianças pintarem o cão Boris.


 



Videos- CARIDADE

Procurei alguns videos para passar que falasse sobre todos os tipos de caridades.
video
video
video